Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

riscos_e_rabiscos

.

.

O Primeiro Dia Da Bea(it)ch.

Nem vale a pena começar por dizer que estava um calor infernal. Saí de casa às 7 da manhã a pensar que estaria fresquito mas estava redondamente enganada. Às 7 e pouco já os termómetros de rua acusavam 25 graus.

 

Apanhei a catrefada de camionetas em direcção ao convento com um bad feeling. O que eu previa nos meus pensamentos mais remotos e pouco prováveis aconteceu! Eu explico: Para acompanhar os alunos das turmas que vão para a praia, vai um professor e uma auxiliar. Ora eu podia ir com todas as turmas menos com uma, a da santinha-do-pau-oco, uma vez que os miúdos não são meus alunos. É que a santinha-do-pau-oco quis dar inglês à sua turma. Sabem, é que ela trabalha muuuuuuito, até sai do convento às 9 da noite!!!! Ah, esqueci-me de dizer em que fica a trabalhar: a DAR GRAXA à mana-directora e sua trupe!!!

 

E não é que me calhou mesmo na rifa acompanhar a santinha-do-pau-oco? Acreditam nisto?!?!?! Resultado, os putos não me conhecem e não ligam nenhuma ao que eu digo. A santinha-do-pau-oco é do género “não faço que alguém há-de fazer” e os desgraçados dos putos do 1º ano é que ficam a assar! Ora eu, que me faz uma comichão do caraças estas coisas, pus logo tudo a andar numa fona!

 

Admite-se que com um calor destes se deixe as crianças ao sol à espera tempos infinitos porque a santinha-do-pau-oco e a mana do zoo – que vem na nossa camioneta – sejam umas desorganizadas do caraças e esteja cada coisa para seu lado? Passou-me a primeira coisinha má pelas vistas, peguei nos putos todos e fomos abancar para a praia. Senão a santinha-do-pau-oco não saia dali. A mana do zoo já se sabe como é.

 

Como se EU não bastasse, a prof. de música também foi “destacada” para acompanhar a santinha e os seus diabinhos anjinhos. Três marmanjas para acompanhar 17 putos…

Resultado, a santinha estava à espera que a dupla de desgraçadas (eu e a minha colega) fizéssemos tudo! Colocar protector solar nas crianças, mandar vestir e despir, olhar por eles, irmos para a água com eles e por aí afora. Como lhe topei o esquema, só fiz o que me competia para que as crianças não fossem prejudicadas por esta abécula, quer dizer, santinha.

 

Hora de ir à água. A santinha-do-pau-oco desengonçou-se por todos os lados enquanto formava fila com os putos já descascados e prontos para irem à água. Mais uma espera. Lá veio sua santidade com os restantes diabinhos anjinhos e em vez de alinhar à frente dos que já lá estavam, pois era onde ainda havia espaço, resolveu que os queria entrincheirar no meio de duas turmas. Lá vai aqui a rezingona pedir para passarem para a frente. Será que estas coisas não discorrem à santinha-do.pau-oco?

 

Só um aparte: ainda não vos confidenciei que a santinha-do-pau-oco é anti-social, não se mistura com os comuns mortais, e muitas vezes nem nos dirige a palavra, roçando a falta de educação. Outra coisa curiosa é que ela isola os seus diabinhos anjinhos das outras crianças, prática esta, de resto, já utilizada pela mana do zoo. Resultado obtido: crianças anti-sociais, desregradas e que não sabem conviver com outros colegas senão aqueles a que estão habituados. Adiante!

 

Da parte da tarde temos mata. Sempre nos safamos mais um bocadinho ao calor. Almoçámos em conjunto e depois foi hora de brincadeira. É usual deixarmos os miúdos andarem a brincar à vontade sob o nosso olhar. Mas até aqui sua santidade teve de dar um ar da sua graça. Em vez de se juntar aos colegas e auxiliares para confraternizar um pouco, optou por andar a esfregar-se na areia castanha que deixa tudo cagado sujo. God gracious!

 

Mais uma vez tive de “puxar a carroça” à hora de regressar ao convento. Deu-me a segunda coisinha má e pus tudo em sentido a recolher as suas coisitas e a fazer fila atrás de mim. Ficaram dois ou três para trás com a santinha-do-pau-oco enquanto estes subiam para o autocarro.

***

Durante a época balnear vou criar a rubrica MOMENTO DO DIA, cujo objectivo será o de partilhar convosco algo engraçado. Assim, cá vamos ao primeiro…

 

MOMENTO DO DIA    

 

(Para a prof. de música)

- Ó professora, apanhaste um caldeirão… !

 

(Para a prof. E.)

- A irmã mandou perguntar onde estava a caixa dos primeiros chocos

 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.